ouça agoraícone face twitter instagram

SOBRE

“Quem bebe de minha caneca tem sede de liberdade” - Frei Caneca

Nada mais emancipador para o indivíduo e para a coletividade do que o direito à voz. Entender a comunicação como um direito humano nos leva a uma perspectiva de respeito à opinião, ao ponto de vista, ao direito de discordar e ao exercício político e democrático da argumentação. Construir de forma coletiva e sobretudo republicana uma sociedade justa eram preceitos do patrono da Rádio Pública do Recife, o Joaquim da Silva Rabelo, também conhecido como Frei Joaquim do Amor Divino Rabelo ou, simplesmente, Frei Caneca. O religioso tornou-se um dos líderes da Revolução Pernambucana de 1817 e da Confederação do Equador, em 1824. Pela sua audácia e por defender ideais libertários, foi executado em 13 de janeiro de 1825, no Forte das Cinco Pontas, no Recife.

Com esse espírito, a rádio se imbui da missão de valorizar e fortalecer a cultura e a educação, promover a informação de qualidade e o incentivo à cidadania. A Frei Caneca FM pretende cumprir ainda um papel didático sobre a comunicação pública, buscando formar um entendimento sobre conteúdos de interesse público, que ampliem a capacidade analítica dos indivíduos.


HISTÓRIA

A Frei Caneca FM é uma emissora pública, criada por meio da Lei Municipal 6511, aprovada em 1960, em uma iniciativa do vereador Liberato Costa Jr. Em 2011 a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concedeu outorga para o funcionamento da rádio no canal 268/E, na frequência 101.5 FM para a cidade do Recife. A emissora começou a transmitir, em caráter experimental, com uma programação musical inovadora, em junho de 2016.